Realmente, quais são as melhores marcas de microscópio óptico?

 

Realmente, quais são as melhores marcas de microscópio óptico?

Muitos reviews de microscopia são institucionais e, portanto tendem a ser mais uma peça de propaganda do que refletir à realidade. Nós com a missão de transparência para com o interlocutor, vamos tentar ajudar com essa indagação de uma forma mais isenta, segundo a nossa experiência de 33 anos no mercado de microscopia óptica.

 

Aos fatos

É fato que a microscopia óptica nos últimos anos caminhou a passos largos, sobretudo com a questão de acessórios de imagem, que realmente mudou para sempre o paradigma da democratização das informações (leia na íntegra sobre esse assunto aqui).  As empresas fabricantes não ficaram paradas e se observou uma corrida rumo ao aprimoramento óptico que pôde gerar equipamentos de qualidade impecável.

 

O que define a qualidade óptica de um dado instrumento óptico?

As lentes são as peças preponderantes na equação que leva ao resultado de um microscópio com excelente qualidade óptica, são muito importantes, mas não definem exclusivamente a qualidade de um instrumento. Além das lentes, elenca-se a construção física do microscópio, como robustez, engrenagens, precisão de foco e fontes de luz. (Leia tudo sobre as fontes de luz nesse artigo).

 

Alemanha, Japão e a hegemonia óptica

Zeiss e Leica de um lado, Nikon e Olympus de outro lado, Alemanha e Japão, por diversos anos disputaram sozinhas a hegemonia óptica global. As Marcas tradicionais Zeiss e Leica de origem alemã, além de concorrerem entre si, também encontravam muita qualidade no oriente. No Japão a Olympus e a Nikon encabeçaram o mercado de microscopia óptica com instrumentos de altíssima tecnologia. Durante muitos anos essas 4 marcas dominaram o mercado de primeira linha global e são marcas de excelência até os dias atuais, mas paga-se o preço pela tradição e o nome construído ao longo de tantos anos.

 

O aperfeiçoamento e a ascensão de outras marcas

Nos últimos anos muita coisa mudou, a mão de obra na China captou milhares de empresas e industrias, e não foi nada diferente no ramo da microscopia. Hoje as industrias estão na China e isso não quer dizer que a qualidade foi colocada a cheque, mas os instrumentos são feitos sob a supervisão rigorosa das suas patentes. Nessa nova dinâmica, outras empresas buscaram atingir novos níveis de excelência óptica com base em muita pesquisa e realmente conseguiram equipamentos de ponta, com qualidade óptica extraordinária. Caso por exemplo da canadense Motic e da holandesa Euromex, dentre outras.
Quando ampliado significativamente o leque das opções de instrumentos ópticos de primeira linha, vários fatores começaram a fazer parte da tomada de decisões para a compra de um microscópio. E já não se podia mais falar cegamente em qualidade à qualquer preço, mas de qualidade à um preço mais acessível. Hoje por exemplo a Motic fabrica por encomenda as lentes da famosa Zeiss e pouca gente sabe disso, (veja aqui o acordo entre as fabricantes).

 

Avalie o custo-benefício

De forma geral, o investimento que se faz em um microscópio, não é pequeno, e saber sobre a qualidade óptica do instrumento é vital para tomar uma decisão acertada, existem hoje no mercado muitos exemplos de microscópios de baixa qualidade à preços atraentes. Confiar na empresa e ter respaldo técnico quando necessário, é muito importante,. Comercializar equipamentos científicos demanda experiência técnica para auxiliar o cliente e entender as suas necessidades e aplicações e saber qual microscópio é mais adequado.

 

Sobre a marca Laborana ®

Especializados em microscopia óptica, a Laborana foi fundada em 1986, colocamos a nossa marca, em produtos importados e tão somente em produtos de extrema qualidade, para continuar a manter clientes satisfeitos. Todos os equipamentos passam individualmente por testes analíticos rígidos para determinar a plena qualidade dos nossos instrumentos ópticos.

   

Artigo escrito por Thiago Lioi, CRBio 094181/01-D, todos os direitos reservados à Laborana, é proibida a cópia.
 


Voltar